Rocket Fuel

Voz do Sócio

ORGULHO DE SER PARANAENESE

Com a licença do meu sogro, Manoel Neiva de Macedo, atleticano da mais alta categoria, gostaria de compartilhar este belíssimo texto dele com toda a nação rubro negra.
"ORGULHO DE SER PARANAENSE
Ontem, dia 3 de outubro de 2018, tive a felicidade a convite de meu genro e minha filha, bem acompanhado de meu neto, de assistir o jogo de futebol Atlético X Caracas, da Venezuela, partida realizada pela copa Sul Americana. A partida em si foi disputada como era de esperar, ganhamos e nos classificamos para a etapa seguinte. Mas, o que me emocionou mais, foi, depois de mais de 20 anos sem ir a um campo de futebol, conhecer o novo Estádio Joaquim Américo. Não só o estádio, mas sua estrutura. Meu genro fez meu cadastro Biométrico, pela internet logo que preencheu meus dados, foi informado que minha impressão digital havia sido registrada através do TRE. Maravilha, e pelo mesmo processo – internet – adquiriu o ingresso sem dificuldades. Ao se aproximar do horário do início do jogo, nos deslocamos à Arena da Baixada, eu, ansioso para chegar e na expectativa de conhecer e rever o “TIJOLO AMIGO” que muitas vezes me acolheu e me ajudou enxergar os ídolos daquela época, como Beline, Djalma Santos, Nilson, Nair, Alfredo Gottardi, e muitos outros, que não vou relacionar porque senão faltará espaço no papel. Com esforço, consegui esconder as lágrimas de emoção que brotaram ao entrar nas arquibancadas. Antes de me afundar na emoção, tive a alegria de me relacionar e sentir a forma gentil, simpática e cordial que os funcionários do clube, os policiais enfim de todo pessoal que prestam serviços na orientação e recepção dos torcedores, serviço de manutenção na limpeza, banheiros e corredores impecáveis, atendimento nas lanchonetes, não deixando nenhuma saudade dos banheiros daquela época. Fiquei muito feliz em ver que nos temos um estádio de primeiro mundo, e com a minha empolgação, o desejo de que os outros clubes concorrentes tenham a capacidade e competência de se igualar com nosso querido Furacão, e seus torcedores sintam a mesma alegria que eu senti ao recordar das grandes conquistas e ao ouvir o “HINO DO FURACÃO”, cantado pela massa apaixonada pelo nosso clube." Manoel Neiva de Macedo.

Sócios Dirceu Ramiro de Assis e Jussara Macedo Ramiro de Assis.

Postado por: DIRCEU RAMIRO DE ASSIS em 05 de outubro de 2018 16:45