Voz do Sócio

Os Verdadeiros Atleticanos

Interessante alguns comentários dizendo que o espaço é para comentários de sócios, mas que eu não posso tecer meus comentários aqui, mesmo sendo sócio, porque afinal tenho uma opinião declarada sobre o verdadeiro amor ao Atlético e o Atleticanismo.
Para quem reclama tanto de ditadura, aplicar ditadura aqui, também é no mínimo imoral e antiético. Querem respeito a muitas coisas, mas não respeitam a opinião alheia ... façam-me o favor... quem quer ter sua liberdade respeitada não pode ir contra a liberdade alheia.
Quanto as tais festas, até onde vi, o clube em nenhum momento proibiu torcedores de fazerem festa e sim apenas a entrada de materiais. Ninguém tapou a boca de ninguém. Um pouquinho de criatividade e as festas podem ser feitas, mas parece que é pedir demais para que o torcedor cante e incentive, tudo esbarra em desculpas.
Vergonha é dizer que é Atleticano, mas não demonstrar esse tal amor pelo clube, ficar sempre desmerecendo tudo que se refere ao clube e ainda, atirar pedras em quem defende o que de bom é feito. Ser Atleticano de verdade hoje, daqueles que unicamente torcem para o time é como aquela pessoa que ama Jesus e não lê a bíblia, o religioso dirá que ele está errado porque não tem o livro em mãos ... Muitos pensam dessa forma: “Você ama Jesus mas não lê a biblia? Então você não é um homem de Deus!” ... “Você ama o Atlético, mas não se importa com a festa? Então você é da Diretoria” ... “Então você não é Atleticano de verdade porque só é Atleticano quem gosta de festa no estádio e critica tudo no clube” ... Sempre mais do mesmo, sempre mais de Atleticanos que antes do Atlético tem amor por outras coisas e dessas coisas dependem para amar o Atlético.
O Atlético sempre veio antes de tudo e qualquer coisa para mim. Não conheci o Atlético em meio a festas ou coisas parecidas. Conheci o Atlético surrado, alvejado, caído, ridicularizado em 1981 em um torneio da morte, através de um rádio de pilha e isso foi o suficiente para que eu amasse o clube.
Para muitos de vocês amar o Atlético é quase impossível se não houver um grande motivo e incentivo que o acompanhe. Eu não preciso de acompanhamentos, de títulos, vitórias, posições em ranking, festas, torcida ou derrotas coxas para amar mais ou menos o Clube Atlético Paranaense. Eu amo porque está em minha alma, em meu sangue, em minha vida, em meu dia a dia. Visto a camisa na vitória ou na derrota e saiu na rua em qualquer momento, sem medo de piadas, anedotas e afins porque meu clube sempre foi o maior e melhor mesmo em muitos momentos sendo o pior e menor.
Porque ao invés de reclamações cotidianas e desnecessárias que vocês costumam fazer de forma política (e querem enganar a todos dizendo-se fora da política) vocês não repercutem nossos feitos, não demonstram o verdadeiro amor por este time, por esta camisa? Seria mais saudável do que passar 24 horas por dia denegrindo e achando que tudo está ruim, quando não está, além do que ajudariam o time seguir adiante. Claro que muitos irão criticar mais uma iniciativa minha de Atleticanismo verdadeiro, simplesmente porque a política impregnou em suas mentes e querem que o verdadeiro povo Atleticano pense igual a muitos de vocês que só alimentam desgraças ao invés de apoio incondicional.
Em tempo:
Até mesmo o fato de eu ter comemorado o rebaixamento coxa em textos que escrevi foi motivo de reprovação por esses que se dizem Atleticanos ... !?!?!?! Alguém pode me explicar quando tirar sarro do rival deixou de ser conveniente para Atleticanos?
A torcida do Coritiba em peso elogiando tudo que se refere ao Atlético. Eles estão cansados de serem pequenos, mas parece que nossa torcida quer viver o drama deles ao invés de acreditar em nosso futuro. Novos Atleticanos se tornando a vergonha desse amado clube. Lá no xicouto não tem festa também, sabem porquê? Porque eles não têm animo mais por tantos vexames que passam. Eu prefiro muito mais meu time disputando tudo para vencer, do que ter festas e não ter time e ser uma vergonha para o futebol nacional e sua torcida.

Postado por: ROBSON CERIZZA em 05 de dezembro de 2017 10:49