Rocket Fuel

Família Gottardi doa álbuns de Caju e recebe homenagem do Atlético Paranaense

09/10/2018 - Imprensa CAP
Créditos: Cahuê Miranda/Site Oficial
A família Gottardi, berço de grandes ídolos do Atlético Paranaense, deu mais um presente à torcida rubro-negra: a doação de álbuns com fotografias e documentos históricos relacionados à carreira de Alfredo Gottardi, o imortal goleiro Caju.
 
O material foi entregue ao Clube pelos filhos de Caju, Celso e Alfredo Gottardi Júnior, que também vestiram a camisa rubro-negra como atletas. Celso foi goleiro nos anos 60. Alfredo defendeu o Furacão durante 12 anos como profissional e é considerado um dos maiores zagueiros da história atleticana.
 
“Estamos fazendo essa doação para eternizar essa história. Sabemos que de posse da família isso pode ir se desgastando, estragando. Aqui no Atlético, não. Aqui será sempre uma chama viva”, disse Celso.
 
Em retribuição à doação desse material tão importante para a história do Clube, o Atlético Paranaense fez no último sábado (8), no intervalo do jogo contra o América Mineiro, uma homenagem à família Gottardi, convidados especiais no setor VVIP do Caldeirão.
 
Além de Celso e Alfredo, estavam presentes os netos de Caju, Alysson, João Rodolfo, Luiz Fernando e Luiz Cláudio. Eles receberam do presidente do Conselho Administrativo do Atlético Paranaense, Luiz Sallim Emed, uma placa de agradecimento, fixada em uma base de mármore.
 
“É uma homenagem singela, mas do fundo do coração, a essa relação quase secular da família Gottardi com o Atlético. São coisas que não se apagam e vão permanecer para sempre. Esse material que vocês doaram passa a ser de todos os atleticanos”, ressaltou Sallim.
 
Segundo Alfredo, a placa é uma recordação para as próximas gerações. “Meu pai já é eterno aqui no Atlético. Para nós, da família, receber essa homenagem grandiosa, não há o que pague. É um reconhecimento que vamos levar para sempre no nosso coração atleticano”, afirmou.

 
Tesouro atleticano
 
Os álbuns doados pela família Gottardi ao acervo histórico do Atlético Paranaense são verdadeiras relíquias rubro-negras. Um deles contém fotografias que retratam toda a carreira de Caju, ao longo dos 16 anos em que a “Majestade do Arco” defendeu a meta atleticana, além da Seleção Paranaense e a Seleção Brasileira.
 
O outro álbum está repleto de documentos históricos, como jornais, revistas, contratos, correspondências, etc. Entre eles, se destacam cartas e telegramas que Caju recebeu de diversos clubes brasileiros e sul-americanos que tentaram contratá-lo. Mas Caju optou por permanecer em Curitiba e nunca vestiu a camisa de outro clube além do Furacão.
 
Os dois álbuns foram montados e dados como presente a Caju por outra lenda atleticana: o atacante Zinder Lins, que jogou pelo Clube nos anos 20 e 30 e é o autor da letra do Hino do Clube Atlético Paranaense. Uma dedicatória assinada por Zinder, que por muitos anos foi o encarregado pelo patrimônio histórico do clube, aparece logo no início de um deles.
 

Entre para a história!
 
Você guarda em casa alguma relíquia de valor histórico relacionado ao Atlético Paranaense e deseja doar para o acervo histórico do Clube? Entre em contato conosco através do e-mail historia@atleticopr.com.br. 
 
Podem ser fotos, ingressos, carteirinhas, camisas ou qualquer documento e objeto relacionado ao Furacão. Todo material será avaliado pela equipe do Clube e pode fazer parte do acervo oficial do Rubro-Negro. 
 
Participe e entre você também para a história do Furacão!
 
 
 
A reprodução das fotos é proibida, salvo prévia autorização por escrito do CAP.