"É importante a presença do torcedor, para que possa nos prestigiar", afirma Guilherme

08/09/2017 - Imprensa CAP
Créditos: Fabio Wosniak/Site Oficial

O Atlético Paranaense segue em preparação para o clássico Atletiba. O duelo acontece neste domingo (10), às 11h, no estádio atleticano. Com 30 pontos, o Rubro-Negro está na oitava colocação, apenas um ponto atrás da área de classificação para a Libertadores do ano que vem.
 
Antes do treinamento desta sexta-feira (8), o técnico Fabiano Soares e o meia-atacante Guilherme participaram de entrevista coletiva. O camisa 17 do Furacão, que disputará seu primeiro clássico no Clube, destacou o sentimento para o confronto.

“Acima de tudo, estou bastante motivado. Fizemos bons dias de treinamentos e aproveitamos bastante. Minha meta é jogar bem. Clássico é diferente. Já disputei outros e espero sair vencedor aqui também”, disse.
 
Em casa, Guilherme conta novamente com a força da torcida rubro-negra. “O torcedor pode esperar empenho da nossa equipe e competitividade. Jogando para cima, sem se abater. É importante a presença do torcedor, para que possa nos prestigiar”, afirmou. “É um clássico que não se vence de qualquer jeito. Temos que ter equilíbrio e paciência. E o torcedor pode nos ajudar a passar por esses obstáculos”, completou.

 

Veja também:

> "O importante é 'jogar com a cabeça', jogar como equipe", destaca Fabiano Soares 


 
O clássico, válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, será o terceiro jogo do Furacão disputado neste ano no horário das 11h. “Nós vivemos anos de futebol em outros horários. Por mais que você faça alguns jogos na temporada, sempre será diferente. Mas não se torna um empecilho. É um prazer sempre jogar futebol, independentemente do horário. E para o torcedor é um horário bom”, avaliou Guilherme.
 
Apesar de ser um clássico, o meia-atacante do Furacão reforça a importância da vitória para retornar ao G6. “É um clássico, mas o nosso objetivo principal é conquistar os três pontos, até por ser um jogo em casa. É um clássico especial, mas o nosso pensamento é continuar na briga pelo G6”, concluiu o jogador.