Terça-feira marcou o centenário de nascimento de Ney Braga, ilustre atleticano

25/07/2017 - Imprensa CAP
Créditos: Cahuê Miranda/Site Oficial

Nesta terça-feira (25), foi celebrado o centenário de nascimento de Ney Aminthas de Barros Braga. Ilustre atleticano, Ney Braga teve participação importante em muitos momentos da história do Atlético Paranaense.

No Rubro-Negro, Ney Braga foi atleta da equipe de atletismo, conselheiro durante muitos anos e diretor de diversos departamentos do Clube.

No início dos anos 1990, teve contribuição inestimável para a reforma do Estádio Joaquim Américo, onde o Furacão voltou a mandar seus jogos em 1994, após período no Pinheirão. Junto a empresários, Ney conseguiu doações de cimento e ferro para a obra, ajudando a realizar um sonho de toda a torcida atleticana.

Mas a participação de Ney Braga na consolidação do patrimônio rubro-negro começou muito antes, quando foi prefeito de Curitiba, entre 1954 e 1958.

“O Clube Atlético Paranaense teria o seu campo cortado por duas ruas, conforme previa o Plano Agache. E nós anulamos essas disposições”, contou, em 1990. O depoimento foi publicado no livro “Memória da Curitiba Urbana”, publicado pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba [IPPUC]. Segundo o plano, o terreno ocupado pelo estádio atleticano seria cortado pelas ruas Pasteur e Engenheiros Rebouças.

Além de prefeito de Curitiba, Ney Braga foi duas vezes governador do Estado do Paraná, deputado federal, senador e ministro da Agricultura e da Educação.
 
“Ele tinha poucas paixões e uma delas era o Atlético Paranaense”, destaca Ney Braga Alves, neto do ilustre rubro-negro. “Ele acompanhava sempre os jogos, mas não assistia em razão de problemas no coração, de tão nervoso que ficava e apaixonado que era pelo time. Mas acompanhava sempre os resultados”, acrescentou.
 
Ney Braga encerrou a vida pública como presidente do Conselho de Administração da Copel, em 2000, quando faleceu devido a um câncer ósseo.
 
Nesta terça-feira (25), foi aberta no Museu Paranaense uma exposição sobre a vida de Ney Braga, que funcionará até o dia 5 de novembro. Entre os itens pessoais do ex-governador, está uma placa de agradecimento entregue pelo Rubro-Negro, devido à contribuição para as obras do Estádio Joaquim Américo.